Leitura de mapa natal de bebés, crianças e adolescentes


Leitura de mapa natal de bebes, crianças e adolescentes 20% mais barato

Estou privilegiando a leitura dos mapas natais de bebês, crianças e adolescentes. Muito importante mesmo para os complementar com mais adequação.

As crianças que estão chegando vem com potencialidades planetárias muito diferentes dos pais e exigem novas atitudes no relacionamento com elas.

A leitura do mapa da criança inclui a sinastria dos mapas dos pais e das pessoas que estiverem convivência próxima deles: irmãos, babá, tios, etc.

O objetivo principal da interpretação é explicitar o que a criança tem de original e único, para facilitar a complementar e educar com adequação. 

É muito importante conhecer os mapas natais de filhos e crianças próximas, para poder estabelecer uma relação adequada com sua individualidade e perfil de personalidade. Cada pessoa é original e única.

É natural que o pai e a mãe projete no seu filho o que deveria ser seu comportamento normal a partir do modelo de criança que tem introjetado. Claro que na convivência diária poderá ir se percebendo as diferenças com a verdadeiro caráter e personalidade da criança. Mas ainda assim, poderá se interpretar como errados comportamentos que para a criança podem ser certos, coerentes com seu jeito potencial de ser.

Por exemplo, já consultei um casal de clientes que trouxeram como grande desafio encontrar uma forma mais iluminada de se relacionarem com seu filho. Eles não estavam suportando seu comportamento escandaloso e nervoso. Estavam pensando em levá-lo a um psiquiatra para ver se o conseguiam sossegar. O filho deles, resolvia tudo no grito, e a cada dia gritava mais.

Quando abrimos os mapas constatamos as diferenças entre eles, o pai e a mãe eram de signos predominantes de terra e água, com concentração do Sol, Lua e planetas pessoais em torno do ascendente. Esta configuração gera pessoa introspectiva, centrada nela, contida, tímida... Já o filho era um sagitariano, ascendente Áries com Lua em Leão, com vários planetas no meio do céu, o que sugere que ele seja extrovertido, espaçoso e com necessidade de pessoas e movimentos.

Eles se estavam relacionando com ela, projetando nela o modelo de criança ideal de seus mapas natais, totalmente  inadequação para entender o jeito do filho.

Depois a leitura, mudaram completamente o comportamento com ele e a criança passo a sorrir e se comportar com normalidade. Logo trocaram o filho para um quarto iluminado, com janela que dava para ver o céu. Mudaram de babá, antes era toda direitinha, calada e séria, agora era alegre, fala muito e adora rua. Colocaram ele em um berçário bem alegre e com muitas crianças. E o mais importante passaram a entender seu filho e o tratar com de acordo a suas potencialidades.

Entre outras coisas a consulta evito que os pais vissem a seu filho como uma criança doida, e se evitou que a criança fosse  submetida a psicotrópicos.

A interpretação dos mapas natais da criança, permite o acesso e compreensão do que ela tem de original e único: identificar valores, necessidades e potencialidades essenciais; sugerir formas de relacionamento específicas e estratégias para uma educação mais adequada. A partir deste conhecimento pode-se elaborar procedimentos apropriadas para vencer desafios e superar fragilidades e deficiências. 

A seguir, possíveis pontos a pesquisar:
  • Perfil de personalidade, temperamento e caráter. Valores e necessidades essenciais.
  • Ambiente ideal e decoração de seu quarto e espaços que ocupa. Brinquedos.
  • Relacionamentos com irmãos, amigos.
  • Como cuidar da sua saúde preventivamente. Alimentação mais adequada.
  • Tipo emocional. Expectativa de complementação do pai, a mãe, irmãos, amigos, escola, etc. Como gostaria ser tratado e acarinhado?
  • Habilidades, dons e talentos potenciais. Escola ideal. Possível orientação vocacional. O que se deve ter em conta a hora de decidir o tipo de escola.
  • Aspectos tensos entre os planetas e situações astrológicas especiais, que podem gerar desafios e fragilidades para a personalidade em formação. Detecção dos chamados curtos-circuitos, geradores de mecanismos de auto-sabotagem.
  • Assessoramento para transformar fragilidades e tensões em habilidades e talentos. Estratégias de superação de desafios e fragilidades.

nota:


O ideal é fazer junto ao mapa da criança o estudo de sinastria do mapa dela com os mapas dos pais, das pessoas que ficam com ela no cotidiano e dos irmãos. Tudo isto pode ser visto com objetividade na consulta de três horas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique a vontade para perguntar e escreve seu comentário. Grato por visitar!